CLIQUE AQUI...
 
ALERGIA   
 
 
  CEPAV Menu
    CEPAV News
    Assessoria
    Exames e Preços
    Textos Técnicos
    Alergia
    DNA
    Download
    CD-ROM Atlas
    CEPAV Kids
 
  Tour Virtual


  
 
 
Atendimento On-line
 

TRATAMENTO DA ATOPIA POR IMUNOTERAPIA

A Imunoterapia, também conhecida como injeções de alérgenos, consiste na aplicação de uma sequência de injeções dadas pela via sub-cutânea, que promovem um aumento do limiar de tolerância do animal aos alérgenos a que são sensíveis. A melhora no quadro clínico nos casos comprovados de atopia, começam a aparecer após o 4° ou 5° mês de tratamento.

A imunoterapia não deve ser utilizada como tratamento único, mas como um coadjuvante no tratamento de outras possíveis dermatopatias envolvidas no processo de atopia ( alergia por inalantes ) e sempre com acompanhamento do Médico Veterinário.

O CEPAV LABORATÓRIOS prepara as vacinas para tratamento por Imunoterapia baseado nos resultados do ''TESTE SPOT'' . Este Kit consiste em 3 frascos ampola contendo concentrações progressivas dos alérgenos testados e suficientes para aproximadamente 9 meses de tratamento.

A imunoterapia é uma ótima alternativa de tratamento dos pacientes alérgicos, mas precisa ser bem utilizada para que seus efeitos sejam sentidos. O diagnóstico, tratamento e controle de outras enfermidades que geralmente estão associadas aos processos alérgicos são de fundamental importância para o sucesso no tratamento pela Imunoterapia.

INSTRUÇÕES PARA A ADMINISTRAÇÃO DO TRATAMENTO POR IMUNOTERAPIA

Você está recebendo um lote de vacinas especialmente fabricado para o tratamento por Imunoterapia de seu paciente. Cada lote de vacinas contém 3 frascos ampola com concentrações progressivas de alérgenos, suficiente para tratar o paciente pelo prazo aproximado de 9 meses.

As vacinas foram elaboradas com extratos altamente purificados dos alérgenos aos quais seu paciente foi considerado sensível, de acordo com os resultados do "TESTE SPOT PARA DIAGNÓSTICO DA ALERGIA", e com a mais sofisticada tecnologia existente no mercado mundial para a fabricação destes produtos para o setor Veterinário.

O objetivo deste tratamento é aumentar o nível de tolerância dos animais para aquelas substâncias a que são sensíveis, fazendo com que o mesmo possa conviver dentro de seu ambiente, com o mínimo de sinais ou sintomas clínicos.

O tratamento por Imunoterapia não deve ser utilizado como tratamento único, mas como um coadjuvante no tratamento de outras dermatopatias que muito comumente estão associados aos quadros de atopia. A melhora clínica se observa à partir do 4o ou 5o mês de tratamento, quando não houver outras dermatopatias associadas ao processo.

Siga as instruções abaixo e caso haja alguma dúvida o CEPAV LABORATÓRIOS, através de seu DEPARTAMENTO DE DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE ENFERMIDADES ALÉRGICAS, se coloca à sua inteira disposição para auxiliá-lo no decorrer do tratamento e para qualquer informação adicional que seja útil para auxiliá-lo em futuros casos clínicos.
  1. A critério do Médico Veterinário, o proprietário responsável pode ser instruído a aplicar as vacinas.

  2. Mantenha as vacinas refrigeradas - NÃO CONGELAR

  3. As injeções são administradas pela via subcutânea utilizando-se seringas de insulina estéreis. NUNCA INJETE INTRAVENOSAMENTE. Antes de aplicar, aspire ligeiramente o êmbolo. Se houver sangue na seringa, retire e procure um novo local para aplicação.

  4. Os animais devem ser observados por 30 minutos após a administração. Reações sistêmicas que podem ser observadas são: aumento do prurido, vômitos e/ou diarréia, urticária ou reações anafiláticas. Se alguma destas reações vier a ocorrer, chame o seu médico veterinário imediatamente.
    ATENÇÃO SRS.MÉDICOS VETERINÁRIOS:
    Caso ocorra alguma destas reações, entre em contato para podermos orientá-lo em um possível ajuste na seqüência das aplicações.

  5. Quando possível, a administração de corticosteróides deve ser evitada durante a hiposensibilização. O período mais crítico da retirada dos esteróides é durante a aplicação do frasco "A" amarelo. Caso não seja possível, mantenha o animal com a menor dose possível, de preferência por via oral e de curta duração.

 

ESQUEMA DE TRATAMENTO POR IMUNOTERAPIA

 

Nome:_______________________________________ Número:_______________________

  DILUIÇÃO DIAS    
DATA FRASCO INTERVALO DOSE OBSERVAÇÕES
  AMARELO 01 0,1 ml  
  1:720 W/V 03 0,2 ml  
    05 0,4 ml  
    07 0,6 ml  
    09 0,8 ml  
    11 1,0 ml  
    13 1,0 ml  
    15 1,0 ml  
    20 1,0 ml  
    25 0,1 ml  
    30 0,2 ml  
    36 0,4 ml  
    42 0,6 ml  
    48 0,8 ml  
    58 1,0 ml  
    68 1,0 ml  
    78 1,0 ml  
    88 1,0 ml  
    98 0,3 ml  
    112 0,5 ml  
    133 0,5 ml  
    153 0,6 ml  
    173 0,6 ml  
    193 1,0 ml  
    213 1,0 ml  
    233 1,0 ml  
    253 1,0 ml  
    273 1,0 ml solicitar refil
    293 1,0 ml  
  • Continuar aplicando 1 ml até o final do frasco vermelho a cada 20 dias.
  • Quando faltar aproximadamente 2,0 ml para o final do frasco,
  • Entrar em contato com o Laboratório para solicitar o refil.
 
CEPAV PHARMA LTDA.
Rua Dom Bento Pickel, 605
Casa Verde Alta - São Paulo - SP.
CEP. 02544-000
Tel.: (11) 3872-2111
CEPAV - Centro de Patologia Clínica Veterinária Ltda.
Rua Tanabi, 185
Água Branca - São Paulo - SP.
CEP. 05002-010
Tel.: (11) 3872-9553

Copyright - CEPAV, 2009. Todos os direitos reservados