CLIQUE AQUI...
 
DNA   
 
 
  CEPAV Menu
    CEPAV News
    Assessoria
    Exames e Preços
    Textos Técnicos
    Alergia
    DNA
    Download
    CD-ROM Atlas
    CEPAV Kids
 
  Tour Virtual


  
 
 
Atendimento On-line
EM FOCO: "PROGENITORES DE ANTEPASSADOS SEPARADOS"
 

Um criador estabelecido, enviou uma cadela premiada para cobertura em uma outra cidade. Tudo parecia estar correndo bem e a cadela iria retornar para casa logo após a cobertura. Quando a ninhada nasceu, o dono da fêmea começou a ficar preocupado pois alguns dos filhotes provavelmente não teriam sido gerados pelo reprodutor que ele havia pago ou contratado. Ele pediu ao CEPAV Laboratórios para que realizasse um teste de paternidade em cada um dos filhotes, com o intuito de descobrir se mais de um cão havia participado do cruzamento. A análise do DNA demonstrou claramente que isto havia acontecido, e de fato haviam dois padreadores para a ninhada. Cinco filhotes pertenciam ao reprodutor contratado, enquanto que os outros três filhotes restantes haviam sido gerados por um outro cão.

Quando o dono do reprodutor foi notificado dos resultados obtidos, ele admitiu que um dos seus cães, um macho muito jovem, provavelmente tinha arranjado um jeito de entrar no canil por um breve período, que ele acreditava ter sido muito curto ( e o macho era muito jovem ) para ter coberto a cadela.

Testes realizados no jovem macho, de fato demonstraram que ele era o outro reprodutor.

O pagamento pela cobertura foi reduzido convenientemente e com evidências baseadas no DNA para apoiar a queixa feita pelo dono da cadela, os criadores foram capazes de registrarem todos os filhotes com paternidades separadas e com pedigrees precisamente checados.

Este tipo de problema ocorre habitualmente em qualquer tipo de criação seja ela de bovinos, equinos ou qualquer outra espécie.

ANÁLISE DE DNA E O SISTEMA JUDICIÁRIO

Evidências baseadas em DNA são admitidas numa corte. Análise de DNA tem sido utilizada em casos de crimes para conectar um suspeito à cena do crime; tem sido utilizado em julgamentos da alçada civil para fornecer evidências nas disputas de paternidade e também tem sido utilizado como evidência em processos criminais contra suspeitos em contrabando de animais.

Será que uma identificação baseada no DNA pode satisfazer o valor de uma prova? Em casos da alçada civil, o peso da prova é menos valioso do que nos processos criminosos. Uma vez que uma evidência baseada em DNA foi admitida na alçada civil, isto tornou-se essencialmente uma questão de satisfação pessoal dada a um júri. Sem dúvida alguma, isto poderá variar de um caso para outro e naturalmente outras linhas de evidências terão um papel importante no resultado final.

PERSPECTIVAS FUTURAS

A análise genética tornou-se um ferramenta de grande valor utilizada na reprodução animal. O futuro promete grandes promessas para o refinamento de linhas de sangue e o aperfeiçoamento genético global da saúde do animal. As utilizações futuras irão variar desde se fazer uma estimativa de uma semelhança genética verdadeira entre animais, até a identificação e reprodução de traços característicos genéticos específicos. Finalmente, pesquisas sustentadas por arquivos de amostras de DNA , terão um papel primordial na eliminação específica de doenças geneticamente visadas.

Em um futuro próximo, a análise de DNA irá trazer uma contribuição muito valiosa para o código genético. A genética não é simplesmente uma matéria, mas é um conjunto de vários fatores relacionados que interagem para determinar as características finais de cada ser vivo. Naturalmente, nós não precisamos falar a respeito disso. Você já esteve lá, tentando produzir o "ANIMAL IDEAL", enquanto a Lei de Murphy e a mãe natureza, andaram conspirando contra todos os esforços que você fez.

Afinal de contas, o que está acontecendo? Quando animais reproduzem, cada uma das crias da ninhada recebe metade dos seus genes do seu pai e a outra metade de sua mãe - ele realmente recebe uma versão de cada gene de cada um dos pais. Todos os animais possuem alguns genes que podem levar ao aparecimento de doenças, também chamados de "genes ruins . Versões de "genes ruins" não causam, freqüentemente, doenças nos filhos, pois elas podem ser mascaradas por versões boas de genes provenientes de um dos pais da cria.

Quando estes pais são geneticamente muito semelhantes, ou seja, quando estes estão relacionados muito proximamente, eles poderão contribuir com as mesmas versões de vários genes para as crias. Isto quer dizer duas coisas: Primeiro que as chances de uma cria receber duas versões "ruins " e não ser beneficiada por uma versão boa, e mascarar assim as versões, são amplamente aumentadas. Segundo, as chances de se introduzir versões novas de animais geneticamente diferentes são marcadamente reduzidas.

O potencial de se examinar a composição genética de um animal e compará-la com a de um outro, trará novas e excitantes vantagens para um criador dedicado. A análise de DNA ajudará os criadores na avaliação do grau exato de similaridade genética entre animais separadamente, através da estimativa das proporções de versões de genes dos animais que são idênticas, contra àquelas que diferem. No futuro, serviços feitos com base em DNA aumentarão as estratégicas de decisões referentes a reprodução; e isto proporcionará ao criador uma maior capacidade para administrar o seu grupo de genes.

O grande valor de se coletar material genético e informações a longo prazo, irá superar de longe os benefícios da análise de similaridade. No momento, os sítios genéticos que são examinados para análise de paternidade e identidade, não fornecem nenhuma informação específica sobre traços característicos físicos e de comportamento do animal. Visto que muitos genes encontram-se localizados no mesmo filamento de DNA , é possível começar a associar os genes de tais traços com os atuais sítios examinados. Quanto mais informações a respeito de traços físicos e comportamentais são agrupadas em combinação com os dados genéticos obtidos através de testes de identidade e de paternidade, pesquisadores eventualmente serão mais capazes de associar traços específicos com os atuais sítios examinados.

Essa vinculação entre traços qualitativos e quantitativos a fim de conhecer os sítios genéticos, permitem que estes sítios sejam utilizados como marcadores para estes traços. Visto que os traços tornam-se vinculados a tais marcadores, tornar-se-á possível analisar o DNA do animal, e determinar se ele possui versões escondidas de genes " ruins " . O criador será capaz de utilizar essa informação para melhorar o refinamento da suas linhagem de sangue, reproduzindo apenas aqueles animais que possuem o melhor potencial genético. A remuneração disto, a longo prazo, será um raça melhor e com menos defeitos genéticos. Isto se igualará a maior qualidade global e maior valor para os criadores.

No futuro, o desenvolvimento de bancos de dados de amplo espectro genético, ajudará a revelar mais segredos do que você um dia poderia imaginar ou ver, oferecendo sempre a melhor dose que apresente uma ótima administração de linhagem de sangue. Hoje em dia, toda vez que você analisar a paternidade e a identidade de um animal através do teste do DNA , esta informação contribuirá com o conhecimento proveniente do crescente banco de dados genéticos.

 
CEPAV PHARMA LTDA.
Rua Dom Bento Pickel, 605
Casa Verde Alta - São Paulo - SP.
CEP. 02544-000
Tel.: (11) 3872-2111
CEPAV - Centro de Patologia Clínica Veterinária Ltda.
Rua Tanabi, 185
Água Branca - São Paulo - SP.
CEP. 05002-010
Tel.: (11) 3872-9553

Copyright - CEPAV, 2009. Todos os direitos reservados