CLIQUE AQUI...
 
TEXTOS TÉCNICOS    
 
 
  CEPAV Menu
    CEPAV News
    Assessoria
    Exames e Preços
    Textos Técnicos
    Alergia
    DNA
    Download
    CD-ROM Atlas
    CEPAV Kids
 
  Tour Virtual


  
 
 
Atendimento On-line
Paralisia Periódica por Hipercalemia
 

Teste de DNA para Determinação de HYPP

Laboratórios CEPAV

O que é HYPP?

A Doença da Paralisia Periódica por Hipercalemia (Hyperkalemic Periodic Paralysis Disease - HYPP) é uma doença muscular que afeta tanto cavalos como humanos. É causada por uma deficiência genética hereditária que rompe uma proteína chamada de "canal do ion sódio", uma minúscula passagem na membrana das células musculares. A deficiência genética rompe o fechamento e a abertura normal do canal, de modo que ocorrem influxos incontroláveis de sódio. Esses influxos alteram a voltagem corrente das células musculares, causando contrações musculares incontroláveis ou profunda fraqueza muscular. Altos níveis de potássio no sangue usualmente estão presentes quando ocorre rompimento do canal de sódio.

Quais são os sintomas da HYPP?

Cavalos com HYPP podem sofrer ataques imprevisíveis de paralisia, os quais, em muitos casos, podem levar a colapso e morte súbita. A causa da morte usualmente é por parada cardíaca e falência respiratória. A doença é caracterizada por episódios intermitentes de tremores musculares manifestados por contrações e fraqueza muscular localizada ou generalizada. Ocasionalmente os episódios são acompanhados por barulhos respiratórios resultantes de paralisia dos músculos das vias aéreas superiores (laringe e faringe). Em casos de ataques moderados, os tremores musculares podem ser tão discretos que só são detectados por um clínico experiente realizando eletromiografia.

A severidade dos sintomas de HYPP podem variar?

Sinais clínicos de HYPP variam significativamente entre diferentes cavalos. Cavalos homozigotos são afetados mais severamente que cavalos heterozigotos. Dentro das práticas ideais de manejo, o gene defeituoso não parece ter efeitos adversos, mas o stress e/ou o aumento de potássio no soro pode causar o aparecimento de sinais de disfunção muscular. A causa de alguns cavalos manifestarem sinais severos da doença e outros exibirem poucos ou nenhum sinal é desconhecida, mas existem estudos em andamento. Infelizmente, um cavalo portando um gene defeituoso e manifestando poucos sintomas, tem a mesma chance de passar o gene para as futuras gerações que um cavalo afetado manifestando severos sintomas.

Qual é a origem do defeito genético causador da HYPP?

O defeito genético original causador da HYPP é uma mutação natural que ocorre como parte do processo de evolução. A maioria das mutações deste tipo, as quais estão ocorrendo constantemente, não são compatíveis com a vida. Entretanto, a mutação genética que causa a HYPP produz um canal de sódio funcional, embora alterado. Esse gene mutante não é produto de cruzamentos consanguíneos. O gene mutante que causa a HYPP inadvertidamente tornou-se comum quando criadores tentaram produzir cavalos com musculatura pesada.

A HYPP é limitada à uma linha sanguínea particular de cavalos?

HYPP é associada a cavalos com musculatura pesada, mas isto não significa que cavalos com bom desenvolvimento muscular tem a doença. O gene mutante que causa HYPP tem sido identificado em descendentes do cavalo Quarto de Milha "Impressive", que apresentava sintomas da doença. Ainda não tem sido realizadas pesquisas em outras linhas de sangue para determinar se existem a mesma ou mutação similar também causando HYPP. Desde que os descendentes do "Impressive" são tão numerosos, a mutação genética em linhas sanguíneas é comum. Teoricamente é possível que outras mutações causando HYPP em diferentes linhas de sangue sejam mais difíceis de identificar, pois elas não são tão comuns.

HYPP é a única doença em que criação e genética molecular tem produzido uma mutação genética específica identificável em uma linha de sangue também específica. É só uma questão de tempo para que outras condições hereditárias em várias linhas de sangue também possam ser identificadas.

Como um cavalo herda HYPP?

Baseado em testes de reprodução conduzidos no Laboratório de Pesquisa Equina na Universidade da Califórnia em Davis, foi determinado que a HYPP é herdada como um traço autossômico dominante, o que significa que pode ocorrer tanto em machos como em fêmeas. Este traço é herdado de geração para geração com igual frequência, ou seja, não foi "diluído". Cruzamento entre um cavalo heterozigoto afetado (N/H) com uma égua normal (N/N) resultará em aproximadamente 50% de descendentes normais, enquanto 50% serão portadores do gene defeituoso (N/H). Cruzamento com um cavalo homozigoto afetado (H/H) resultará em todos os descendentes portando o gene mutante, independente do status da égua.

Descendentes normais (N/N) podem ser cruzados com segurança, sem medo que a HYPP seja transmitida. Cruzamentos selecionados com cavalos normais(N/N) poderiam eliminar totalmente a HYPP. Como a HYPP é herdada como condição dominante, isto pode e está começando a se propagar para outras raças. Para o benefício de todos, é necessário seguir os passos certos na reprodução para eliminar a HYPP antes que ela seja tão difundida que isto se torne impossível.

Os cavalos podem ser testados para HYPP?

O teste de DNA atualmente é realizado no CEPAV LABORATÓRIOS para identificar cavalos portadores do gene deficiente causador da HYPP. Este teste, que pode ser realizado com pelo da crina ou da cauda dos animais, detecta a presença ou ausência da mutação genética específica, a qual tem sido encontrada na extensa árvore genealógica de descendentes do "Impressive" . Da amostra total de pelos, uma parte do gene codificado para o canal de sódio das células musculares é amplificada, cortada (usando enzimas, as quais cortam sequências específicas de DNA), separada por eletroforese, corada e lida. Baseado no número de fragmentos de DNA observados, pode ser determinado se o cavalo não é portador desta mutação específica (um cavalo normal), ou se ele é portador de uma ou duas cópias do gene mutante anormal (heterozigoto ou homozigoto para HYPP, respectivamente).

Quais cavalos deveriam ser testados para HYPP?

Como relatado acima, o teste de DNA para HYPP identifica uma mutação genética específica, a qual nós hoje sabemos que existe em descendentes de "Impressive". Nós atualmente não sabemos se mutações genéticas diferentes em outras linhas podem causar HYPP e o teste de DNA não identificará outras mutações desta. Novas pesquisas científicas são requeridas igualmente para outras linhas de sangue. Nós presentemente recomendamos que todos descendentes do "Impressive" sejam testados para diagnóstico, tratamento e propósitos de cruzamento.

Os resultados do teste de HYPP são confidenciais?

Os resultados dos testes são totalmente confidenciais. Nós notificamos a pessoa que requisitou o teste por carta, fax ou e-mail. O Laboratório CEPAV valoriza sua confiança e honra seu direito a total confidencialidade. Os resultados não serão revelados em nenhuma hipótese.

Cavalos podem eliminar a doença com o crescimento?

Não. Um cavalo é afetado para a vida toda, mas a sintomatologia parece diminuir com a idade. A doença também parece estar associada com períodos de stress, transporte, doenças, mudanças de dieta, início de treinamento ou treinamento intensivo. É possível que animais mais velhos não experimentem o mesmo grau de stress que animais jovens.

Existe um tratamento efetivo para submeter animais com HYPP?

A HYPP em equinos pode ser controlada e a incidência de mortalidade é reduzida significativamente por dieta adequada e administração de medicamentos.

O primeiro passo rumo a um manejo efetivo da HYPP é ter a doença propriamente diagnosticada. Isso pode ser confundido com outras condições. É essencial que você consulte o seu veterinário se você desejar apurar se seu cavalo tem HYPP. Nós recomendamos o teste de DNA como o mais efetivo e confiável meio de diagnóstico da HYPP.

Quais são os tratamentos de emergência recomendados para ataques agudos de HYPP?

Para um ataque moderado (quando o cavalo não está em decúbito, mas tem tremores musculares), um ou mais dos seguintes tratamentos de emergência são recomendados:

Exercite o cavalo, andando ou trotando. O exercício estimula a produção adrenalina, a qual ajuda a recolocar potássio dentro da célula. Entretanto, tome cuidado, pois o cavalo pode tropeçar e cair enquanto está com tremores musculares.

Alimente-o com cereais (aveia, milho-aveia-cevada secos e melaço para suplementação de glicose). Alimentar com carbohidratos suplementa glicose, a qual estimula a liberação de insulina e promove a entrada de potássio nas células.

Administre acetazolamida por via oral, na dose de 3mg/kg. A acetazolamida aumenta a excreção de potássio do rim e também afeta o metabolismo da glicose.

Para ataques severos é necessário a atenção imediata do Médico Veterinário. Se o cavalo está em decúbito e incapaz de ficar em pé, chame o veterinário:

Coloque um catéter intravenoso e administre 23% de glucanato de cálcio (150ml em 1-2 litros de glicose 5% / 500 kg). A maioria dos cavalos responde imediatamente a este tratamento e levantam-se.

Se não há resposta, prossiga com 1 litro de bicarbonato de sódio a 5% por via intravenosa (dose = 1meq/kg).

Ainda não respondendo, dê 3 litros de dextrose 5% por via intravenosa e monitore o nível de potássio no sangue.

Todos esses tratamentos ajudam a estabilizar as membranas musculares e abaixar o nível de potássio no sangue. O veterinário deverá coletar uma amostra de sangue antes de iniciar o tratamento para analisar o potássio sérico e a concentração das enzimas musculares. Isto é importante para confirmar que o cavalo estava sofrendo um ataque de HYPP e não outra doença (i.e., cólica).

Quais práticas de manejo ajudarão a controlar HYPP?

As seguintes práticas de manejo auxiliarão imensamente no controle da HYPP:

Estabelecer uma alimentação regular e um calendário de exercícios. Evitar alimentação e água à vontade. Cavalos trabalham melhor se permitido o acesso ao paddock ou pasto, ao invés de confinamento em baias. Passeios diários ou noturnos são úteis.

Cavalos adultos trabalham muito melhor no pasto ou supridos só com feno de aveia ou de capim. Se for necessário usar alfafa para balancear a ração para cavalos em crescimento, então misture alfafa com capim ou aveia e cereais, assim diminuindo o potássio contido na dieta. Alimente com iguais quantidades de feno e cereais duas a três vezes por dia. Evite alterações bruscas de dieta. Suplemente com sal à vontade. Administre acetazolamida, um diurético (2mg/kg, VO, BID).

Informe o veterinário que o cavalo tem HYPP antes de qualquer anestesia geral, a qual pode precipitar um episódio de paralisia. Mantenha a terapia com acetalozamida antes e depois da anestesia e cirurgia.

O CEPAV LABORATÓRIOS - Tecnologia em Saúde Animal, criou um serviço de informações sobre esta e outras doenças, que pode ser solicitado por todos interessados, através dos telefones: (011) 3872-9553, através de correspondência à Rua Tanabi, 185 - São Paulo Capital - CEP 05002-010, ou pela internet www.cepav.com.br

OBS: PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTE ARTIGO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO CEPAV.

 

 
CEPAV PHARMA LTDA.
Rua Dom Bento Pickel, 605
Casa Verde Alta - São Paulo - SP.
CEP. 02544-000
Tel.: (11) 3872-2111
CEPAV - Centro de Patologia Clínica Veterinária Ltda.
Rua Tanabi, 185
Água Branca - São Paulo - SP.
CEP. 05002-010
Tel.: (11) 3872-9553

Copyright - CEPAV, 2009. Todos os direitos reservados